Escolhas Sábias - O novo desafio da Medicina
O Hospital da Cruz Vermelha Brasileira - Paraná deu inicio nesta semana à primeira fase para implantação da "Choosing Wisely" no Hospital. Na abertura do encontro com as lideranças de todos os serviços da instituição, o Presidente Dr. Jerônimo Fortunato Jr. falou da importância do envolvimento de todos para que o Hospital, sempre na vanguarda com os principais acontecimentos mundiais, possa agregar "escolhas sábias" às rotinas diárias. "Nossas escolhas devem refletir sempre a nossa preocupação com  decisões que se traduzam em benefícios para a qualidade de vida dos pacientes", afirma.

Paulo Paim, diretor clínico do Hospital e Presidente da Academia Brasileira de Medicina Hospitalar, deu start para a implantação do que chama de "medicina sábia",  apresentando as primeiras orientações para que os serviços do hospital elaborem suas listas de recomendações com relação a tratamentos e intervenções.
 
Perguntamos ao Dr. Paim sobre o porquê da produção destas recomendações que colocam pacientes e familiares no centro das decisões, amparados pelo respaldo técnico dos profissionais, quanto às possibilidades de tratamentos. O médico responde: "Esta é uma preocupação mudial. A atualidade da medicina mostra que há um consenso em todos os países indicando que a a maioria dos médicos solicita mais exames que o necessário e isto não apresenta evidências de resultados que demonstrem tal necessidade. Além  do que o tempo importante que o médico usa para leitura e interpretação de exames está substituindo a conversa e a atenção às queixas diretas do paciente". 
Segundo Paim fatores como pressão pela produtividade; pressão de laboratórios e preocupação com a necessidade de documentação (por meio de exames) são distorções  pesentes na medicina e que precisam ser corrigidas. A estes fatores aliam-se também a cultura assistencial que privilegia a intervenção e questões como a falsa crença  e que o melhor médico é aquele que solicita muitos exames.